Passar para o Conteúdo Principal

siga-nos Facebook Alfândaga da Fé Youtube Flickr

Hoje
Hoje
Amanhã
Amanhã
Depois
Depois

União das Freguesias de Pombal e Vales

Órgãos Autárquicos da Freguesia

Junta de freguesia Assembleia de Freguesia
Presidente: Diamantino Mário Soeiro Lopes Presidente: 
Secretário: Camilo António Videira 1º Secretário: 
Tesoureiro: João Carlos Videira 2º Secretário: 

Contactos

 

     Telefone

Fax

E-mail

Geral

 

 

 

Presidente

917330458

 

valesmario@gmail.com 

Secretário

917330458

 

 

Tesoureiro

938522125

 

 

Morada

União das Freguesia de Pombal e Vales

Largo da Praça

5350-290 Pombal

 

Horário de Atendimento

 

Descrição da Freguesia

Aldeias anexas

Não tem

Distância à sede do concelho

14 km

Área da freguesia

15,19km²

População

201habitantes (censos 2011)

POMBAL

Localizada na vertente sul da Serra de Bornes, encravada entre montanhas, rodeada de estradas sinuosas e voltada para o Vale da Vilariça, de ruas estreitas com declives acentuados, com alminhas transformadas em modernos nichos e um lavadouro público com painéis de azulejos, a aldeia do Pombal encaminha o viajante para a conversa demorada na tarde calma. Os campos à volta respiram tranquilidade e trabalho.

 Esta freguesia possuiu um clima bastante quente e com amplitudes térmicas muito inferiores à média do concelho, produzindo-se ali boas hortaliças, azeite, figos e bastante cortiça.

Nas proximidades, entre esta localidade e a de Vales, encontram-se as ruínas de uma aldeia conhecida por “Vale das Cordas”. A tradição explica que foi a partir desta localidade que surgiu a atual aldeia de Vales, mas pode igualmente levantar-se a hipótese de o povoamento da zona ser ter desenvolvido do castro para esta povoação extinta e depois esta ter dado origem às duas que lhe ficam vizinhas.

VALES

Localizada na encosta sul da Serra de Bornes, o nome desta localidade advém da sua localização geográfica, entre vales delimitados por dois cursos de água. Do ponto mais alto da povoação obtém-se uma excelente panorâmica do Vale da Vilariça. Constituída por um casario airoso, rodeado de belos soutos e lameiros a agricultura encontra na castanha e floresta as suas principais produções.

Aldeia de gente acolhedora e cheia de orgulho na sua igreja matriz de meados do século XVIII.

A povoação pertenceu ao couto de Sambade antes de se assumir como sede de freguesia. Só no séc. XIV é que aparecem os primeiros documentos desta freguesia, no entanto achados arqueológicos, comprovam que a sua formação é muito mais remota.

 

  • logotipo sgs
  • logotipo compete
  • wiremaze logotipo

imagem